A GESTÃO 2019

O esporte dentro do contexto universitário assume uma faceta muito particular, nesse mundo, o esporte extrapola os limites da “prática metódica e competitiva de exercícios físicos que visam o lazer e o condicionamento do corpo”, e assume um papel acima de tudo social, direcionado ao bem estar do estudante. Por meio do desporto acadêmico se aproximam seres humanos, se ensina convivência, se estabelecem vínculos e se formam amizades. Também por meio dele se encontra conforto mental no treino que encerra a quarta feira nebulosa, se consegue um Thomas Marky emprestado e se convive em pé de igualdade com  donos de trajetórias com as quais talvez nunca se tivesse contato.

 

Por isso, a Gestão de 2019 entendeu que o Esporte Universitário era uma das ferramentas mais importantes de permanência estudantil e, assim, foi em 2019 que iniciou a estruturação e constituição do Fundo de Apoio à Experiência Universitária, um mecanismo de subsídio das experiências que a Atlética oferece.

 

Enquanto Atlética, realmente passamos horas confeccionando tabelas de jogos alinhadas com as demandas de nossas equipes, nos desdobramos em intermináveis reuniões de Comissões Organizadoras, visitamos diversas cidades em busca de hospedagem para nossos eventos, angariamos patrocínios à primeira vista inalcançáveis, perdemos noites de sono, sentimos as perdas e ganhos da entidade como se fossem nossas (ou até mais) e passamos mais tempo juntos do que com nossas próprias famílias. Isso tudo passa a ter sentido quando nos damos conta das marcas indeléveis que o esporte deixa na vida dos futuros advogados, juízes, professores, etc. que representamos. A lágrima que escorre no rosto de quem ganha um jogo, a solidariedade que os membros das equipes que ajudamos a manter apresentam entre si, as dificuldades particulares que são superadas com ajuda de pessoas que se conheceu treinando e a alegria genuína expressa nos rostos dos que confraternizam entre si nos eventos que organizamos são as provas que colhemos da relevância da nossa função. O destino do nosso esforço é visto como sendo a contribuição, tão grande quanto for possível, para a manutenção de vínculos afetivos entre as pessoas, seja por meio do esporte, seja por meio das confraternizações (que, aliás, anualmente provamos serem coisas mais do que conciliáveis).

 

Tudo o que foi dito vale exatamente nos mesmos termos para as relações interpessoais que a participação na organização do esporte universitário traz para a vida de quem a ela se propõe. A Atlética, neste sentido, é a entidade responsável por tornar real aqueles trechos da Trovinha acadêmica: “Onde é que mora a amizade / Onde é que mora a Alegria / No Largo de São Francisco / Na Velha Academia”.

 

Nos Jogos Jurídicos, jogamos juntos, todos os atletas, todas as modalidades e colaboradores. Toda a torcida e toda a BAISF. O caneco ficou em casa - igual o Comando, que nem pra Itu foi - e em 2019 aprendemos: não existe jogo ganho. Existe Gi Goes (somos fã dela mesmo), existem loucos, existe a 188 e existe raça. Juntos conquistamos um dos mais feios, mas mais preciosos troféus da nossa querida salinha.

 

Não teve bi pra PUC e o golpe do chaveamento não foi suficiente para tirar nossa macaca.

 

Ganhamos o título. O geral ficou em casa. Mas isso é só o quadro final de uma longa trajetória percorrida. O que realmente importa é o caminho que percorremos juntos (Atlética e modalidades) até aqui e o quão engrandecedoras foram as experiências que ele nos trouxe.

 

Não é só sobre ganhar os jogos. Nunca foi. Ainda há muito trabalho a ser feito, e Ainda bem! Porque é por isso mesmo que todos viemos.

A DIRETORIA 2019

"O jogo é bruto"

AZMK4698.JPG

Dhaniel Poleto Cavassana

PRESIDENTE

Roberta Silva de Loureiro

VICE-PRESIDENTE ESPORTIVA

Rafaela Zenaro Maron

VICE-PRESIDENTE ADMINISTRATIVO

Ana Luiza Palmerio Procopio Silva

SECRETÁRIA

Isabella Yujin Kang

TESOUREIRA

Letica de Zan Garcia Martins e Silva

TESOUREIRA

Gabriel Belil Komessu

DIRETOR DE RECURSOS HUMANOS

Ata de Posse e Edital